quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Atenção para a lapela

A lapela do paletó é um detalhe que requer muita atenção.

Sabe quando a gente olha alguém de terno e percebe que tem alguma coisa errada, mas não sabe o que? Muitas vezes é a lapela.

Saber escolher o paletó mais adequado de acordo com o seu tipo físico é muito importante. Assim como saber escolhê-lo de acordo com o estilo da pessoa e até da ocasião.

A lapela curta é aquela que possuí dois ou mais botões. É ideal para quem está mais acima do peso, pois não é tão ajustada na cintura. Mas cuidado com o excesso de botões e lapelas muito curtas.

A lapela longa é mais aberta e cria um modelo mais acinturado - ajustado na cintura -. Ajuda a alongar o corpo, mas - para quem está acima do peso - tende a "alargar" a região do tórax e marcar as dobras da cintura.

A lapela fina passa uma ideia mais moderna e alternativa. Super comum nos anos 50 e 60, ela geralmente não usa mais do que três botões.

A lapela larga é (obviamente) o oposto da lapela fina. O único porém é que ela também pode ser vista como moderna e alternativa, de acordo com o restante do terno, do corte e do caimento do mesmo.

Para ficar mais fácil de acertar na hora de se vestir, vale atentar para o tamanho: Nem muito largo e nem muito justo. Seguir com o slim fit (que não é o mesmo que apertado!).
E claro, conforto em primeiro lugar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário