quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

J. Edgar - o filme

Como muitos já devem ter percebido, este blog não se dedica única e exclusivamente à moda. Buscamos alimentar o leitor com o máximo de referências possível, para que ele consiga criar um estilo próprio, com o seu gosto, baseado apenas em referências e dicas e não em regras e tendências.

E a o assunto de hoje é novamente um filme. J. Edgar, de Clint Eastwood, com o 'suparcool' Leonado Dicaprio no papel principal e o talentosíssimo Armie Hammer como coadjuvante de luxo (e estilo).

O filme conta a história de J. Edgar Hoover, que por muitas décadas foi chefe do FBI, dos anos 30 até a década de 60 e durante boa parte de sua vida, viveu a incerteza e o medo de assumir uma possível homossexualidade. Ou seja, o filme nos presenteia com os anos de ouro da moda masculina, dos ternos belíssimos, chapéus mega característicos e dos figurinos impecáveis.

E realmente, o figurino do filme é um primor em se tratando da elegância clássica. Mas clássica sem sair de moda, sem virar démodé, nem parecer "fora de moda". Pelo contrário, muitas das peças usadas no filme poderiam ser perfeitamente utilizadas nos dias de hoje. Dicaprio e Hammer esbanjam estilo ao vestir ternos de abotoamento duplo, coletes, lenços nos bolsos, abotoaduras e cabelos impecáveis. Peças que não vemos muito por aí, mas que mereciam mais destaque e presença no nosso cotidiano, principalmente pelo cuidado e preocupação em se vestir bem, sem nunca parecer exagerado nem chamativo.

Pena que nem os atores, nem Clint, nem o filme, nem o figurino receberam o reconhecimento mais do que merecido com indicações para o Oscar, dia 26 de fevereiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário